DIRETO AO PONTO – A política no Brasil e em Roraima não é ‘coisa’ para amadores

Summary

Ufa! Terminou o primeiro turno das eleições. E entre eleitos e derrotados salvaram-se todos, ainda que alguns tenham “vendido a alma ao diabo” para se eleger ou reeleger, mas não conseguiram.A política brasileira e roraimense, definitivamente, não é para amadores. Aliás, nem os políticos profissionais se deram muito bem neste pleito. Os candidatos arrojadões tiveram mais motivo para chorar do que para sorrir.Por muito pouco os tostões não suplantam os milhões, mas, ao fim e ao cabo, deu aquilo que parecia óbvio. O eleitorado roraimense optou pelo mais palpável, a continuidade. Pelo menos neste primeiro turno. O pleito municipal aqui nesta terra macuxi foi recheado de denúncias de corrupção, flagrantes, interceptação de tentativas de compras de voto. E se o dinheiro sujo não chega até o eleitor não tem voto. Sem voto comprado não tem vitória fácil.Enfim, no Brasil, o socialista Boulos surpreendeu em São Paulo, indo para o segundo turno. O eleitorado brasileiro deu mostras de que já está cansado dessa tal nova política que já nasceu de cara enrugada e banguela.Esse Podcast trata toda essa bagaça que é a política partidária brasileira.

Send in a voice message: https://anchor.fm/luiz-valu00e9rio/message