Negociação de licitações resulta em economia de mais de R$ 7 milhões pela Caer em 2020

Além de buscar atender comunidades carentes da capital e municípios interioranos com a expansão da rede de distribuição de água, a gestão da Companhia de Águas e Esgotos de Roraima (Caer) tem se esforçado, no atual governo, para economizar recursos públicos com a negociação de processos licitatórios. Em 2020, por exemplo, foram economizados mais de R$ 7 milhões em contratos

Esse montante representa quase o dobro de 2019, quando o valor economizado ficou em R$ 4,5 milhões, e demonstra o empenho do diretor-presidente da Companhia, James Serrador, em fazer uma gestão austera e ao mesmo tempo que ofereça serviços de maior qualidade e amplitude à população roraimense.

Conforme o Blog conseguiu apurar, a estimativa era que a empresa empregasse um total de R$ 42.179.285.19 na contratação de empresas mediante licitação. A Comissão Permanente de Licitação (CPL) conseguiu, a partir de conversas e negociações com os empresários, uma economia de mais de R$ 7 milhões entre o valor estimado para o processo e o valor final da contratação.

Após homologados todos os contratos, aquilo que somaria mais de R$ 42 milhões foi reduzido a R$ 34.885.748,82, perfazendo uma economia de exatos R$ 7.293.536,37 ao final do ano. Nesses dias difíceis para a economia do País, esse tipo de medida merece ser reconhecida, pois significa o racionamento de recursos públicos que podem ser investidos em mais obras e ações voltadas para o bem-estar da população.

Para chegar a esse resultado, a Companhia de Águas e Esgotos de Roraima aderiu ao Programa Comprasnet, do Governo Federal, ainda em 2019, passando a adotar o regime de pregão presencial ou eletrônico. James Serrador, presidente da Caer, disse que a economia de recursos públicas alcançada pela Caer é uma demonstração de zelo pelo dinheiro público.

Serrador afirma que desde que assumiu a presidência da Companhia, recebeu do governador Antônio Denarium a orientação de agir com zelo absoluto para com o dinheiro público, primando pela correta aplicação dos recursos. “Isso fica evidente diante da economia que fizemos por meio dos processos de licitação”, disse James Serrador.

A empresa formalizou 60 contratos para a prestação de serviços, aquisição de equipamentos e insumos a serem investidos que serão aplicados em obras que estão sendo realizadas na capital e no interior. Entre as ações da Companhia está a contração de empresas especializadas na perfuração de 50 poços artesianos e recuperação do revestimento asfáltico nas intervenções realizadas pela Caer.

Envie sua sugestão de pauta para o Blog:

luiz.valerio.silva@gmail.com | (95) 99135-8757

Comente este post