Vereadores aprovam projeto que reconhece atividade religiosa como serviço essencial

A Câmara Municipal de Boa Vista aprovou na sessão desta quarta-feira (3 de março) o projeto de lei que reconhece como essencial o trabalho social de recebimento e entrega de doações de alimentos e agasalhos e realização de missas e cultos presenciais.

De acordo com o projeto aprovado pelos vereadores, os serviços mantidos pelas igrejas não poderão ser suspensos no período de pandemia, respeitando os protocolos de segurança do Ministério da Saúde.

O projeto de lei é de autoria de todos os vereadores e seguirá para sanção do prefeito Arthur Henrique (MDB). A vereadora Regiane Matos (MDB) votou favorável à proposta.

Segundo a parlamentar, “as igrejas e templos apresentam, além do seu caráter social e assistencial, amparo espiritual e mental para as pessoas. Em especial nesse período em que muitas pessoas têm perdido familiares e amigos para a Covid-19”.

Para o vereador Manoel Neves (Republicanos), “são esses momentos de dificuldade da pandemia que levam a maioria das pessoas a buscarem auxílio e conforto em suas crenças, motivo pela qual a atividade da igreja e dos templos se mostram essenciais”.

Fase grave da pandemia

De acordo com os dados da Secretaria de Saúde do Estado, em janeiro deste ano, 67 pessoas morreram em decorrência da Covid-19. Em fevereiro, esse número saltou para 243 mortes.

Em Boa Vista, mais de sete mil pessoas testaram positivo para a doença só este ano. Os dados são da Secretaria de Saúde do município, que divulgou que quase 60 mil atendimentos foram realizados nas oito Unidades Básicas de Saúde que são referência no tratamento de COVID-19 em Boa Vista.

Envie sua sugestão de pauta para o Blog luiz.valerio.silva@gmail.com | WhatsApp (95) 99135-8957

Comente este post