Pazuello na corda bamba. Viva o Brasil, o país da piada pronta!

Resumo

Neste episódio do podcast Direto ao Ponto eu falo sobre a quase certa saída do general Eduardo Pazuello do comando do Ministério da Saúde. O chamado “Centrão” tanto pressionou o presidente Jair Bolsonaro que conseguiu derrubar o general. A saída de Pazuello da pasta deve se no começo da semana.

Desde sexta-feira (12 de março), alguns nomes têm sito cotados para suceder o quase ex-ministro na pasta, como os deputados Dr. Luizinho (PP-RJ), e Hiran Gonçalves (PP-RR). Mas quem já conversou com o Bolsonaro, na tarde deste domingo (14), foi a médica Ludhmila Hajjar que, de pronto, foi logo questionada pelo presidente se era contra ou a favor do lockdown. Há grandes chances de Ludhmila Hajjar suceder Pazuello no comando da Saúde.

Neste episódio eu falo também sobre o fato de que o deputado Jalser Renier (Solidariedade) não compareceu a nenhuma das sessões do Poder Legislativo, realizadas este ano. Jalser sumiu desde que que foi apeado da presidência da Assembleia Legislativa, no dia 25 de janeiro, por determinação do Supremo Tribunal Federal (STF). O parlamentar não tem participado das sessões nem mesmo de forma virtual.

E a semana que passou também foi marcada por uma troca de farpas entre o governador Antônio Denarium (sem partido) e o ex-senador, derrotado nas eleições de 2018, Romero jucá (MDB). É que o ex-senador tem insinuado, ele próprio, e também pelas vozes e posts de seus simpatizantes e perfis fakes, que estaria havendo desvio de vacinas contra a Covid-19 aqui em Roraima. Por tal afirmação, Jucá foi chamado por Denarium, num vídeo que se espalhou pelas redes sociais, de mentiroso, leviano e corrupto.

Aperta o play e confere o novo episódio do Podcast Direto ao Ponto. — Send in a voice message: https://anchor.fm/luiz-valu00e9rio/message

Transcrição

Comente este post