Polícia Federal desarticula garimpos ilegais. Em um deles havia mais de 2 mil pessoas

Uma ação da Polícia Federal denominada de Operação Ianomâmi 709*, de flagrada entre os dias cinco e 14 de março, desarticulou garimpos ilegais em quatro áreas na região da Terra Indígena Ianomâmi. Em apenas um desses garimpos havia mais de duas mil pessoas, conforme divulgou a PF.

O garimpo superpopuloso, localizado na região conhecida como “Fofoca do Cavalo”, no rio Uraricuera, contava com uma infraestrutura com bares, lan house, mercado e até um local onde parecia funcionar um consultório odontológico.

Nos dias 16, 17 e 19 a Polícia Federal também apoiou ação do Exército contra garimpos nos municípios do Uiramutã, Normandia e Alto Alegre.

De acordo com a PF, a identificação dos locais foi fruto de levantamentos realizados pela PF com base em ações anteriores e em dados de inteligência, integrados à Plataforma de Monitoramento com Imagens de Satélite PLANET.

Durantes as ações, foram inutilizados bens usados na garimpagem criminosa como motores e aeronaves. Também foram feitas apreensões de objetos que poderão servir como meios de prova, como GPS, celulares e aparelhos de internet via satélite utilizados pelos suspeitos, além de ouro, mercúrio, armamentos e drogas.

Os policias e os apoiadores da ação coletaram amostras das águas dos rios da região, as quais serão objeto de análise da perícia da Polícia Federal.

A ação da PF teve o apoio do IBAMA, ICMBIO, da Força Aérea e do Exército e realizou incursões nas regiões conhecidas como Couto de Magalhães, Parima, Catrimani e no Rio Uraricuera.

O nome da operação faz referência à determinação acerca da desintrusão de invasores em áreas indígenas contida em sede da ADPF 709, contexto o qual também se insere essa ação.

Em apenas um dos garimpos foram encontradas mais de duas mil pessoas, conforme a PF

Com informações da Assessoria de Comunicação da PFRR

Envie sua sugestão de pauta para o Blog via WhatsApp.

1 comentário em “Polícia Federal desarticula garimpos ilegais. Em um deles havia mais de 2 mil pessoas”

Comente este post