Aeroporto de Boa Vista será leiloado nesta quarta-feira junto com outros 21 equipamentos aeroportuários

Será realizado nesta quarta-feira (7 de abril) pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), a partir das 10h, o leilão da 6ª rodada de concessão aeroportuária. Ao todo serão ofertados 22 aeroportos agrupados em 3 blocos. Entre os aeroportos a serem leiloados está o Atlas Brasil Catanhede, de Boa Vista, que compõe o Bloco Norte, junto com os aeroportos de Manaus/AM, Porto Velho/RO, Rio Branco/AC, Cruzeiro do Sul/AC, Tabatinga/AM, e Tefé/AM. O lance mínimo é de R$ R$ 47,9 milhões.

A Anac defende o programa de privatização dos aeroportos brasileiros como uma oportunidade para os investidores, nesse momento de baixa oferta de ativos aeroportuários no mundo.

Conforme a agência, os 22 aeroportos serão concedidos à iniciativa privada por um período de 30 anos. Em condições normais de demanda, os 3 blocos de aeroportos processam, juntos, cerca de 11% do total do tráfego de passageiros do país, o equivalente a 24 milhões de passageiros por ano (dados de 2019). Entre 2011 e 2019, o programa de concessão aeroportuária no Brasil concedeu o equivalente a 67% do tráfego nacional à iniciativa privada.

Composição dos blocos

Em função da localização geográfica, os ativos foram agrupados nos blocos Sul, Central e Norte, abrangendo um total de 12 estados: Acre, Amazonas, Goiás, Maranhão, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Sul, Rondônia, Roraima, Santa Catarina e Tocantins.

O Bloco Sul é composto pelos aeroportos de Curitiba/PR, Foz do Iguaçu/PR, Navegantes/SC, Londrina/PR, Joinville/SC, Bacacheri/PR, Pelotas/RS, Uruguaiana/RS e Bagé/RS. O lance mínimo (contribuição inicial) para apresentação de propostas foi fixado em R$ 130,2 milhões.

Formado pelos aeroportos de Goiânia/GO, São Luís/MA, Teresina/PI, Palmas/TO, Petrolina/PE e Imperatriz/MA, o Bloco Central tem lance mínimo de R$ 8,1 milhões. 

O leilão da 6ª rodada de concessão de aeroportos será realizado na B3, em São Paulo, e terá transmissão pelo canal oficial da ANAC no YouTube (www.youtube.com/oficial_anac). Tendo em vista as medidas sanitárias adotadas em decorrência da pandemia de Covid-19, o acesso físico ao local da sessão será restrito aos proponentes e participantes previamente inscritos. 

Com informações da Agência Nacional de Aviação

Comente este post