A contenda de Markinhos Marques, assessor do Ministério da Saúde, com a revista Crusoé

A vida do ex-secretário de Comunicação do Governo de Roraima, Markinhos Marques (o Markinhos Show – foto em destaque) não está sendo nada fácil como assessor e marqueteiro do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello. Dia sim outro também, ele é alvo de reportagens e notas em grandes veículos de comunicação do país, como as revistas Veja, IstoÉ e Crusoé que colocam em xeque a sua capacidade de estrategista de marketing para ocupar o cargo para o qual foi contratado.

A mais recente reportagem partiu da revista eletrônica Crusoé, que esquadrinhou a vida de Markinhos Marques e compôs um perfil dos mais destrutivos sobre assessor de Pazuello. A reportagem começa a sua desconstrução logo pelo título, que é bastante depreciativo: O marqueteiro do horror.

Escrita e assinada pelo repórter André Spigariol, da revista Crusoé, a reportagem “O marqueteiro do horror” apresenta Markinhos Marques como um “daqueles tipos excêntricos que, com alguma frequência, aparecem em Brasília vendendo fórmulas mirabolantes – e supostamente inéditas – de gerenciamento de imagem”.

O texto continua dizendo que Pazuello se encantou com a oferta de estrelato apresentada por Markinhos – que teria prometido transformar o general no grande nome das estratégias de combate à pandemia de Covid-19 – e o nomeou para ser o responsável pela Comunicação do MS, durante a sua gestão.

A reportagem de Crusoé segue dizendo que o ex-secretário de Comunicação do Governo de Roraima derrapa no português com frequência e ainda faz alusão às várias atividades exercidas por ele, como a de vender máscaras de proteção contra a Covid-19.

A publicação diz que a publicação da matéria tem o objetivo praticar o jornalismo investigativo, mostrando como está sendo empregado do dinheiro público na contratação de alguém considera desqualificado para o cargo que Markinhos Marques ocupa no momento.

O resultado da reportagem foi uma reação inapropriada de Markinhos, que fez ameaças ao repórter e passou a, também, escrutinar sua vida, para publicar informações inclusive de cunho pessoal nas redes sociais. A contenta entre o assessor do MS e o repórter de Crusoé tomou grandes proporções, pois passou a repercutir em outros veículos de comunicação pelo Brasil a fora. Crusoé observa que ao reagir à reportagem, ameaçando o repórter André Spigariol, Markinhos Marques demonstra total desconhecimento sobre a função do jornalismo.

Tudo indica que essa história ainda vai render desdobramentos polêmicos.

Meu caro leitor-ouvinte, eu acabei de lançar na Amazon.com.br meu livro A explosão do podcast. Olha, modéstia à parte, a obra ficou bem interessante. É um livro-guia que ensina tudo o que você precisa saber para criar um podcast de sucesso.

A obra, no entanto, vai além, mostra a você todo o potencial que a mídia podcast tem para alavancar sua carreira pessoal e/ou profissional, assim como o seu negócio. Confere lá na minha Página de Autor na Amazon, considere comprar a obra, vai. 😁😁😁

Envie sua sugestão de pauta para o Blog:

luiz.valerio.silva@gmail.com | (95) 99135-8757

Está gostando do nosso conteúdo? Compartilhe nas suas redes!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on pinterest
Pinterest
LUIZ VALÉRIO
LUIZ VALÉRIO

Jornalista e Podcaster. Este Blog, que edito há 18 anos, é uma singela contribuição para a sociedade. É uma espécie de "jornal pessoal" por onde tento provocar o debate sobre assuntos inadiáveis para Roraima e para o Brasil. Também edito o Podcast Direto ao Ponto, que vai ao ar todas as semanas e você também pode ouvir aqui.

Todos os posts

Posts recentes: