A pedido do Ministério Público justiça suspende concurso para cargo de procurador da Assembleia Legislativa

ANÚNCIO PMBV JULHO

A pedido do Ministério Público, a justiça estadual determinou, em caráter liminar, a suspensão do concurso público para o cargo de procurador da Assembleia Legislativa do Estado de Roraima (ALE).

Como resultado imediato da decisão, a homologação do certame foi tornada sem efeito até julgamento do mérito, ou decisão judicial contrária. A liminar foi proferida pelo juízo da 2ª Vara da Fazenda Pública de Boa Vista no último dia 08/01.

Ao pedir a anulação do concurso para o cargo de procurador da Assembleia, a Promotoria de Justiça de Defesa do Consumidor e da Cidadania apontou a existência de sérios indícios de irregularidades na condução do certame realizado pela empresa Funrio.

O Ministério Público argumentou, por exemplo, que a banca de professores contratada para elaborar, corrigir questões e responder a recursos referentes à prova de procurador não participou da correção das avaliações discursivas, nem da análise de recursos, tampouco da consolidação final das notas.

Para a promotor de Justiça Adriano Ávila, a não observação dos padrões mínimos de lisura pela Funrio demonstra a necessidade de suspender a prova para o cargo.

“Considerando o caráter eliminatório e classificatório da prova, qualquer ocorrência que fragilize a confiabilidade não pode ser menosprezada, uma vez que as irregularidades verificadas geram sérios prejuízos aos candidatos”, finaliza o promotor o Justiça.

Leave your vote

Comentários

0 Comentários

Log In

Forgot password?

Forgot password?

Enter your account data and we will send you a link to reset your password.

Your password reset link appears to be invalid or expired.

Log in

Privacy Policy

Add to Collection

No Collections

Here you'll find all collections you've created before.

Send this to a friend