Caerr detecta servidores fantasmas e inicia trâmite para contratação de auditoria

Irregularidades herdadas de gestões anteriores pipocam a todo instante no atual governo. A Companhia de Águas e Esgotos de Roraima (Caerr), por exemplo, detectou a existência de três servidores fantasmas que recebiam gordos salários sem necessariamente trabalhar. O rolo envolve suposta conivência de autoridades de Mucajaí e falsificação de documentos.

Os servidores estavam na folha de pagamento da estatal com contracheque falsificado da Prefeitura de Mucajaí, o que leva a crer que eles contaram com a ajuda de alguém. Esses servidores teriam sido admitidos na Prefeitura só para poder ter a chancela para serem cedidos à Caerr e depois foram exonerados pelo Município. Eles já foram chamados pela direção da Caerr para se explicar e foram excluídos da folha.

O caso já está no Ministério Público e sob investigação da Polícia Civil de Roraima. A situação incômoda levou o diretor da Companhia, James Serrador (foto acima), a iniciar os trâmites para a contratação de uma auditoria das contas da empresa com foco no ano de 2018. Muita coisa cabeluda está por vir à tona.

Foto: Folha de Boa Vista

Leave your vote

Comentários

0 Comentários

Log In

Forgot password?

Forgot password?

Enter your account data and we will send you a link to reset your password.

Your password reset link appears to be invalid or expired.

Log in

Privacy Policy

Add to Collection

No Collections

Here you'll find all collections you've created before.

Send this to a friend