CORRUPÇÃO EM IRACEMA – Jairo Ribeiro é acusado de desviar recursos do Fundeb para beneficiar empresa

 CORRUPÇÃO EM IRACEMA – Jairo Ribeiro é acusado de desviar recursos do Fundeb para beneficiar empresa

O vice-prefeito de Iracema, Carlos Henrique, acusa o prefeito jairo Ribeiro de desviar recursos do Fundeb para beneficiar a empresa Sideral

Compartilhe nosso conteúdo!

O vice-prefeito do Município de Iracema, Carlos Henrique Silva de Oliveira, entrou em contato com a reportagem do Blog e do Jornal Roraisul, no domingo (25 de outubro), para denunciar o prefeito Jairo Ribeiro (MDB) pela prática de desvio de recursos do Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) para beneficiar a empresa Construtora Sideral LTDA, com repasses de valores que chegam a R$ 4,7 milhões, no período de dezembro de 2017 a janeiro de 2019.

Conforme o denunciante, o gestor teria aberto uma conta específica apenas para fazer a transferência indevida de recursos públicos para a Sideral. O caso de improbidade administrativa revelado a estas publicações já foi devidamente denunciado à Vara da Fazenda Pública da Comarca de Mucajaí, que abrange o Município de Iracema.

O mesmo esquema de desvio de dinheiro também já havia sido denunciado à Delegacia de Combate á Corrupção (DECOR) do Estado de Roraima pelo vereador Luiz da Silva, mais conhecido como Jala da Van, que é candidato a prefeito de Iracema.

Conforme os denunciantes – o vice-prefeito Carlos Henrique e o vereador Jala – o prefeito Jairo Ribeiro fazia a transferência recorrente de valores da conta vinculada do Fundeb para diversas contas abertas pelo próprio gestor e, a partir delas, para a conta da Construtora Sideral. Uma dessas contas de número 947-4 (FOPAG – Folha de Pagamento), recebia mediante transferência os recursos públicos que, posteriormente, eram transferidos para a empresa, de forma irregular.

Numa medida liminar, datada de 13 de agosto de 2020, em resposta a uma Ação Popular protocolada contra o prefeito Jairo Ribeiro, o juiz Evaldo Jorge Leite, da Comarca de Mucajaí, determinou “o cancelamento de qualquer pagamento a ser realizado pelo Município de Iracema para a empresa Construtora Sideral LTDA, cujos valores tenham se originado da conta vinculada do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da  Educação Básica e Valorização dos Profissionais de Educação – FUNDEB”.

Assim como já havia feito o vereador Jala da Van, na denúncia levada ao conhecimento da DECOR, a ação popular informa ao magistrado que, enquanto os professores da rede municipal de ensino de Iracema sofriam com o atraso no pagamento dos salários, o prefeito Jairo Ribeiro continuava fazendo a transferência de valores da conta do Fundeb para a Construtora Sideral LTDA.

Os proponentes da ação pediram ao juiz Evaldo Jorge Leite, além da proibição para a transferência irregular de recursos para a empresa, o afastamento do prefeito Jairo, mas o magistrado não considerou a medida necessária.

Ao procurar a reportagem para denunciar o gestor, o vice prefeito Carlos Henrique disse que “todas as senhas usadas para efetuar pagamento pela Prefeitura estão nas mãos do prefeito Jairo Ribeiro e do seu irmão João Ribeiro”. “Só da Prefeitura de Iracema foram depositados na conta da empresa mais de R$ 4 milhões”, afirmou Oliveira.

Contra o prefeito Jairo Ribeiro ainda pesa um pedido de impugnação do seu registro de candidatura à reeleição, tendo como argumento sua condenação, também por prática de improbidade administrativa, quando ocupou o cargo de pregoeiro da Prefeitura de Caracaraí, durante a gestão do ex-prefeito Enildo Júnior. O pedido de impugnação tem como base uma condenação sofrida pelo gestor no Tribunal de Contas do Estado de Roraima (TCE-RR).

Vereador Jala detalha esquema em denúncia feita à Delegacia de Combate à Corrupção

Na denúncia feita pelo vereador Luiz da Silva (Jala da Van) à Delegacia de Combate à Corrupção (DECOR) do Estado de Roraima são acrescentados detalhes estarrecedores que evidenciam o esquema de corrupção. Registre-se que a denúncia tem como base um relatório elaborado pela Controladoria Geral da União (CGU), que constatou as irregularidades em auditoria realizada na Prefeitura.

Um extrato bancário comprova a transferência de R$ 232 mil para o pagamento de supostos serviços prestados pela Construtora Sideral LTDA à Saúde municipal. Jala da Van relata na denúncia que buscou informações junto ao gestor do Fundo Municipal de Saúde sobre quais foram os serviços prestado pela empresa à Prefeitura de Iracema, mas não obteve resposta.

Sem a informação necessária, o parlamentar buscou localizar o endereço da empresa e, assim, conseguiu localizar a antiga sede da Sideral na Av. Ataíde Teive, número 2822, bairro Buriti, em Boa Vista. No entanto, no local agora funciona um salão de cabelereiros e uma loja de tintas.

Ainda em busca de informações, o vereador Luiz da Silva conseguiu localizar o atual responsável pela Construtora Sideral, identificado na denúncia como Kleber Filgueiras, que disse que durante a sua administração à frente da empresa não foi prestado nenhum serviço à Prefeitura de Iracema no período de janeiro de 2017 a janeiro de 2019.

O empresário ainda repassou ao vereador todos os extratos bancários referentes a esse período, que corresponde ao tempo em que a conta que recebia os recursos da Prefeitura de Iracema esteve ativa no Banco do Brasil. Preocupado com a gravidade da situação, Filgueira disse ao parlamentar que iria procurar a Polícia Civil e o Ministério Público Federal (MPF) para esclarecer que havia adquirido a empresa somente no final de 2019. O objetivo era se resguardar de qualquer penalidade judicial.

A longo de 15 páginas da sua denúncia, o vereador Luiz da Silva (Jala) apresenta planilhas nas quais ficam comprovadas as transferências de recursos do Fundeb de Iracema para a conta da Construtora Sideral. “Afora os desvios da Saúde para a empresa Sideral, foram desviados também recursos da Educação, só que por meio de uma forma sorrateira, típica de uma quadrilha especializada em desviar recursos públicos”, diz o denunciante.

O parlamentar continuar com o relato: “Primeiro, o denunciado Jairo e seu irmão João transferiam [os recursos] da conta do Fundeb do Banco do Brasil, agência 1036, c/c 12407-9 valores para a conta FOPAG (Folha de Pagamento), também do Banco do Brasil, agência 1036-7, c/c 9474. Segundo, após o dinheiro cair na conta FOPAG, o prefeito Jairo transferia os valores para a conta da empresa Sideral, junto ao Banco do Brasil, agência 4263-3, c/c 61599-4, de onde o dinheiro era sacado e/ou transferido para contas que os ora denunciantes não sabem informar quem seriam os beneficiários”.

O denunciante prossegue: “A empresa Sideral, em pouquíssimo tempo de atividade, ou seja, do início das transferências, em 7 de novembro de 2017, até o encerramento das atividades, em 14 de janeiro de 2019, movimentou a absurda quantia de no montante de R$ 4.793.395,52″.

Jairo Ribeiro acusa vice-prefeito de ser autor de atentado sofrido por ele em 2018

Procurado pela reportagem, o prefeito Jairo Ribeiro disse que a denúncia feita pelo candidato a prefeito Luiz da Silva  e pelo vice-prefeito Carlos Henrique se trata de “matéria requentada” que tem o único objetivo de prejudicá-lo.

“Todos são oposição à minha gestão. Luiz da Silva é candidato a prefeito, Maria Lopes é candidata a vice em outra chapa”, diz Jairo, acusando ainda o seu vice-prefeito de supostamente ser o autor do atentado que ele sofreu em dezembro de 2018.

“Eu lhe digo que nenhum [deles] tem credibilidade nenhuma aqui em Iracema”, completa. Jairo diz ainda que as planilhas apresentadas na denúncia do vereador Luiz da Silva foram feita ao bel prazer do parlamentar.

O vice-prefeito Carlos Henrique nega a acusação feita por Jairo Ribeiro, de ter sido o autor da tentativa de assassinato contra o ele numa vicinal de Mucajaí. Segundo Carlos Henrique, o processo tramita no Ministério Público, aguardando manifestação. “Nesse processo, em nenhum momento ele me acusa nominalmente de ser o autor do atentado. Ele fala em supostos autores”, disse.

Mensagem do prefeito Jairo Ribeiro, responsabilizando o vice-prefeito Carlos Henrique do atentado cometido contra ele no ano passado
Vice -prefeito, Carlo Henrique, nega a acusação e diz que nunca seu nome foi citado como responsável pelo atentado contra Jairo Ribeiro

Digiqole ad

Comments

0 comments

Luiz Valério

http://luizvalerioblog.wordpress.com

Sou Luiz Valério. Cearense nascido em Juazeiro do Norte, Região do Cariri (CE). Tenho formação em Letras, curso Comunicação Social e atuo como professor e jornalista há 24 anos. Sou Pós-graduado em Comunicação Social, Assessoria de Imprensa e Novas Tecnologias. Atualmente faço uma Pós-graduação em Marketing Digital. Mantenho este blog há 16 anos.

Leia mais conteúdo

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Log In

Forgot password?

Forgot password?

Enter your account data and we will send you a link to reset your password.

Your password reset link appears to be invalid or expired.

Log in

Privacy Policy

Add to Collection

No Collections

Here you'll find all collections you've created before.

Está no ar o novo episódio do Podcast Direto ao Ponto - Bastidores do primeiro turno e as arrumações para o segundo em Boa VistaOUÇA NO SPOTIFY
+
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x