DENÚNCIA DE CRIME ELEITORAL: Governo repudia tentativa de ligar ação administrativa com politicagem

Uma denúncia de suposta prática de crime eleitoral feita por deputados estaduais ligados ao grupo político do presidente da Assembleia Legislativa de Roraima, Jalser Renier (Solidariedade), que endossa a candidatura de Otacci Nascimento à prefeitura de Boa Vista, levou a Polícia Federal a apreender computadores e documentos na sede da Universidade Virtual de Roraima (Univirr), na tarde deste domingo (8 de novembro).

A acusação feita pelos parlamentares, que invadiram a sede da Univirr, é de que militares do Corpo de Bombeiros e outros servidores estaduais estariam cadastrando famílias para receber cestas básicas em troca de voto para a candidata a prefeita, Shéridan Oliveira (PSDB). A denúncia foi rechaçada pelo Governo de Roraima em nota emitida no começo da noite deste domingo.

A deputada Yonny Pedroso (Solidariedade), que teve o mandato cassado por unanimidade pelo TRE Roraima por compra de votos nas eleições de 2018 e perdeu todos os recursos que apresentou contra sua cassação, alega ter sido agredida por servidores da Univir, mas este vídeo mostra que foi a parlamentar que agrediu uma servidora.

View this post on Instagram

#Repost @_contaairr • • • • • • 🚔🚨 • Vejam o exato momento em que a Dep desequilibrada Yonny Pedroso agride uma servidora na tarde de hoje domingo (8). Segundo informações um pequeno grupo de deputados chamaram a polícia federal para averiguar um possível esquema de compra de votos através de cadastros realizados para distribuição de cestas básicas. A deputada citada perdeu a cabeça e partiu para agressão 💯➕ informações até o momento. . . . . . #roraima #aquivocêtemvoz #aquivocêtemvez #aserviçodademocracia #boavistaroraima #corrupção #prevenção #contaairr #dicas #saúde#rr #segurança #educação #rrcontraacorrupção

A post shared by Luiz Valério (Verbo Digital) (@luizvalerio) on Nov 8, 2020 at 6:15pm PST

“O Governo de Roraima repudia qualquer tentativa de envolver as ações governamentais em práticas eleitoreiras e informa que o mutirão para cadastramento de famílias beneficiárias de programas sociais está sendo feito absolutamente fora de contexto político eleitoral”, diz a nota emitida pelo Palácio Senador Hélio Campos.

A nota do governo diz ainda que “há mais de 10 dias vem sendo feito um mutirão para digitalização dos dados dos beneficiários dos programas sociais, para que os recursos federais não sejam devolvidos sem serem utilizados”. A nota completa que “o mutirão não tem cunho eleitoral e nenhuma vinculação política, diferentemente do que vem sendo divulgado”.

Confira a íntegra da nota emitida pelo Palácio Senador Hélio Campos:

Envie sua sugestão de pauta para o Blog

Conversar no WhatsApp

#BoaVista #DeputadosEstaduais #EleiçõesMunicipais #Eleições2020 #CorridaEleitoral #GovernodeRoraima #CandidatosaPrefeito

Está gostando do nosso conteúdo? Compartilhe nas suas redes!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on pinterest
Pinterest
LUIZ VALÉRIO
LUIZ VALÉRIO

Jornalista e Podcaster. Este Blog, que edito há 18 anos, é uma singela contribuição para a sociedade. É uma espécie de "jornal pessoal" por onde tento provocar o debate sobre assuntos inadiáveis para Roraima e para o Brasil. Também edito o Podcast Direto ao Ponto, que vai ao ar todas as semanas e você também pode ouvir aqui.

Todos os posts

Posts recentes: