Em evento em Roraima, Lorenzoni critica a imprensa e defende mineração em terras indígenas

 Em evento em Roraima, Lorenzoni critica a imprensa e defende mineração em terras indígenas

Onix Lorenzoni anunciou o aporte de recursos da ordem de R$ 5,2 milhões para o Programa de Aquisição de Alimentos

Compartilhe nosso conteúdo!

Entre críticas à imprensa e rasgados elogios ao governo do presidente Jair Bolsonaro, o ministro da Cidadania Onix Lorenzoni anunciou o aporte de recursos da ordem de R$ 5,2 milhões para o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) em Roraima, sendo R$ 2,3 milhões para o Governo do Estado e R$ 2,9 milhões para a Companhia Nacional de Abastecimento (CONAB).

Os recursos do PAA federal devem beneficiar 1.200 agricultores familiares e atender mais de 185 mil em situação de vulnerabilidade social, com doações de 3.100 toneladas de alimentos. Conforme informações do governo estadual, todos os municípios de Roraima executam o PAA.

Lorenzoni cumpre agenda em Roraima nesta terça-feira (24 de novembro). Além de tratar sobre os recursos do PAA, o ministro também veio visitar os abrigos da Operação Acolhida. O Ministério da Cidadania é responsável pelo abrigamento e interiorização desses refugiados.

Para o governador Antônio Denarium, a destinação de recursos do PAA federal para Roraima é importante porque vai possibilitar dar mais dignidade ao homem do campo e oferecer segurança alimentar a famílias que hoje vivem em situação de vulnerabilidade.

Denarium disse que, em 2019, o Governo de Roraima recebeu R$ 1,5 milhão para ações do programa. O mesmo valor foi destinado este ano, até aqui. O governo ainda recebeu R$ 2,34 milhões.

“O uso desses recursos é única e exclusivamente para a aquisição de produtos da agricultura familiar, que serão distribuídos para creches, hospitais, escolas, delegacias, como forma de melhorar a qualidade de vida do nosso povo e, também, dar segurança financeira para os agricultores”, disse.

Além do Programa de Aquisição de Alimentos, o ministro da Onix Lorenzoni defendeu a exploração do garimpo e do agronegócio em terras indígenas, “mas sempre com a anuência dessas comunidades”.

O ministro disse que a Amazônia é certamente “a região mais rica do planeta” e afirmou que “as pessoas têm o direito de poder garimpar e produzir”. Ele destacou que o governo está trabalhando para que “possamos ter o garimpo em terras indígenas”, mas tudo amparado por uma legislação que está tramitando no Congresso Nacional.

A fala do ministro Lorenzoni foi marcada por críticas à imprensa, que segundo ele se ressente do fato de não ser mais financiada com recursos públicos, como acontecia em outros governos, e ainda é dada a publicar críticas e Fake News contra o governo Bolsonaro. “Mas o governo Bolsonaro é igual massa de bolo, quanto mais bate, mais ele cresce”, afirmou.

Envie sua sugestão de pauta para o Blog

Digiqole ad

Comments

0 comments

Luiz Valério

http://luizvalerioblog.wordpress.com

Sou Luiz Valério. Cearense nascido em Juazeiro do Norte, Região do Cariri (CE). Tenho formação em Letras, curso Comunicação Social e atuo como professor e jornalista há 24 anos. Sou Pós-graduado em Comunicação Social, Assessoria de Imprensa e Novas Tecnologias. Atualmente faço uma Pós-graduação em Marketing Digital. Mantenho este blog há 16 anos.

Leia mais conteúdo

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Log In

Forgot password?

Forgot password?

Enter your account data and we will send you a link to reset your password.

Your password reset link appears to be invalid or expired.

Log in

Privacy Policy

Add to Collection

No Collections

Here you'll find all collections you've created before.

0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x
[google7715166146bf8686.html]