Estados precisam agir antes que festas aconteçam, diz epidemiologista

person in white long sleeve shirt holding clear bottle
Photo by Anna Shvets on Pexels.com

Mais uma festa clandestina no Morumbi, uma das regiões mais ricas da capital paulista, foi encerrada na noite dessa quarta-feira (14) pela Polícia Civil.

Dentro de uma residência, cerca de 50 pessoas, a maioria sem máscaras, compartilhavam copos e se aglomeravam sem qualquer cuidado.

O dono da casa foi levado à delegacia, autuado e depois liberado, já que o governo de São Paulo não definiu multas ou outro tipo de penalidade para quem desrespeita as medidas sanitárias de combate à pandemia de coronavírus.

Mas as blitze do estado seguem ativas. Em março foram quase 2,5 mil autuações de comércios funcionando irregularmente e fechamentos de festas clandestinas.

Esse tipo de evento também virou alvo de fiscalização em várias outras cidades, como Brasília, Rio de Janeiro e Porto Alegre.

Para o infectologista André Bon, do Hospital Universitário de Brasília, realmente as pessoas estão cansadas do isolamento social, mas é preciso ter empatia com as pessoas que estão sofrendo para evitar mais mortes.

E no momento mais crítico da pandemia, é possível encontrar nos streamings de música listas que ensinam como burlar a fiscalização, como chamar pouca gente e convidar pelo WhatsApp. A estratégia já virou até tema de música.

Para o epidemiologista Pedro Hallal, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, não basta fiscalizar as festas nas horas em que elas acontecem. Os governantes têm que agir com inteligência.

O epidemiologista diz que as festas não são a única explicação para o aumento da presença de jovens nos hospitais. Outros fatores, como as novas variantes do coronavírus e o aumento exponencial de casos em toda a população, acaba atingido as pessoas mais jovens, que somam um contingente muito maior que o de idosos.

Mas ele tem certeza que as festas, principalmente no começo do ano, contribuíram para o agravamento da pandemia de uma forma geral.

Está gostando do nosso conteúdo? Compartilhe nas suas redes!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on pinterest
Pinterest
LUIZ VALÉRIO
LUIZ VALÉRIO

Jornalista e Podcaster. Este Blog, que edito há 18 anos, é uma singela contribuição para a sociedade. É uma espécie de "jornal pessoal" por onde tento provocar o debate sobre assuntos inadiáveis para Roraima e para o Brasil. Também edito o Podcast Direto ao Ponto, que vai ao ar todas as semanas e você também pode ouvir aqui.

Todos os posts

Posts recentes: