terça-feira , janeiro 28 2020
Início / Bancada Federal / Governo revoga decreto que restringia plantio de cana-de-açúcar na Região Norte

Governo revoga decreto que restringia plantio de cana-de-açúcar na Região Norte

Foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta quarta-feira (6 de novembro) a revogação do Decreto nº 6.961/2009, que restringia o plantio de cana de açúcar na Amazônia e no Pantanal.

O deputado federal Haroldo Cathedral (PSD-RR) articulou junto ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) a revogação do decreto deitado pelo então presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva.

Segundo Haroldo, a decisão simplifica e desburocratiza o zoneamento de plantio de cana-de-açúcar na Amazônia.

“A revogação do Decreto assegura investimentos do setor sucroalcooleiro, com o restabelecimento do crédito para esta cultura, além de impulsionar o segmento de bioenergia e fomentar a produção regional de proteína vegetal”, afirmou.

O parlamentar esclarece que não haverá nenhuma pressão as regiões de floresta, já que o país conta hoje com instrumentos regulatórios mais eficientes como o RenovaBio e o Código Florestal.

“É importante ressaltar que o decreto apenas atualiza permissões, conforme as mudanças na legislação. No entanto, continuam restrições para áreas próximas de florestas e todos os empreendimentos deverão cumprir as exigências impostas pelo Código Florestal Brasileiro, que institui medidas protetivas mais condizentes com a realidade do país”, acrescentou.

0 Reviews

Write a Review

Sobre Luiz Valério

Sou Luiz Valério. Cearense nascido em Juazeiro do Norte, no Cariri cearense. Tenho formação em Letras, curso Comunicação Social e atuo como professor e jornalista há 24 anos. Sou Pós-graduado em Comunicação Social, Assessoria de Imprensa e Novas Tecnologias. Atualmente faço uma Pós-graduação em Marketing Digital. Mantenho este blog há 16 anos.

Confira também

reuniao-programa-brasil-mais-cidadao

Prefeituras têm até 2 de fevereiro para aderirem ao programa Município + Cidadão

Vai até o dia 2 de fevereiro o prazo para as prefeituras aderirem ao programa “Município + Cidadão”, do Ministério da Cidadania. A iniciativa tem pretende estimular as áreas de cultura, desenvolvimento social e esporte para proporcionar melhorar a qualidade de vida da população das cidades participantes.