Mecias de Jesus pede ampliação imediata da vacinação para estados da Região Norte

O senador Mecias de Jesus (Republicanos-RR) apresentou na quinta-feira (18 de fevereiro) uma indicação ao Ministério da Saúde, para que seja viabilizada a imediata ampliação da vacinação contra a Covid-19, em larga escala, nos estados do Amazonas, Roraima, Acre, Rondônia, Pará e Tocantins.

Entre os argumentos do parlamentar para a indicação está o fato de que a Região Norte, conforme dados do Ministério da Saúde, já apresenta quase 24 mil óbitos por Covid-19 e os serviços de saúde desses estados, sobretudo nas capitais, estão colapsando, devido ao crescimento vertiginoso do número de casos da doença e do aumento de hospitalizações.

“Em várias localidades, assistimos ao estado calamitoso de formação de filas para internação, em razão de o número de leitos disponíveis ser incompatível com a demanda. Há estados da região que se veem obrigados a transferir seus pacientes para outros entes federativos, devido à falta de capacidade de assistência hospitalar. Tudo isso, acompanhado da falta de equipamentos vitais, como no caso daqueles destinados à oxigenoterapia, o que já se tornou realidade na Região Norte”, alega o senador.

Mecias argumentou ainda que, em recente nota técnica publicada pela Instituto Leônidas e Maria Deane (ILMD), em conjunto com o Observatório Covid19, ambos da Fundação Oswaldo Cruz (FioCruz), concluiu que a epidemia no estado de Roraima e em suas fronteiras segue o seu curso, mantendo-se ativa a circulação viral em um importante percentual de população suscetível e que a vacina é um instrumento disponível para reduzir o número de infectados, a demanda por internação, bem como o número de óbitos.

“Com a vacinação em massa de 70% da população será possível criar uma barreira sanitária, evitando a propagação ou diminuindo, significativamente, o avanço dessa nova variante para o restante do Brasil, bem como reduzir a possibilidade de uma terceira onda da Covid-19”, aponta o parlamentar.

Por fim, o senador de Roraima ressalta que o Plano Nacional de Imunização do SUS na região amazônica, ou seja, praticamente em toda a Região Norte, deve levar em consideração a sazonalidade do período das chuvas, a disposição situacional da população ao longo dos rios e lagos e a resiliência dos serviços de saúde de atenção básica e de vigilância, para atuar de forma integrada.

“É urgente que seja realizada a imunização em massa nesses estados da Região Norte, ou seja, de 70% da população, haja vista a variante P.1 do novo coronavírus. Essa nova variante [cepa] é mais agressiva e três vezes mais contagiosa, causando centenas de óbitos diariamente e promovendo o colapso do sistema de saúde em várias cidades dos estados do Norte”, conclui Mecias.

Envie sua sugestão de pauta para o Blog 👉👉��👉 luiz.valerio.silva@gmail.com | (95) 99135-8757

Está gostando do nosso conteúdo? Compartilhe nas suas redes!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on pinterest
Pinterest
LUIZ VALÉRIO
LUIZ VALÉRIO

Jornalista e Podcaster. Este Blog, que edito há 18 anos, é uma singela contribuição para a sociedade. É uma espécie de "jornal pessoal" por onde tento provocar o debate sobre assuntos inadiáveis para Roraima e para o Brasil. Também edito o Podcast Direto ao Ponto, que vai ao ar todas as semanas e você também pode ouvir aqui.

Todos os posts

Posts recentes: