OPINIÃO: Nem todo caminho leva a Roma. E nem todo Romano é atalho

No imbróglio que se tornou o sequestro de Romano dos Anjos, o próprio pôs por terra aquilo que já era uma das mais fortes teorias conspiratórias ao reconhecer, “ao vivo e em cores”, na entrevista exclusiva à Record, que os nomes dos políticos citados durante a ação dos bandidos era puro despiste.

Tanto os nomes do governador, quanto o do senador foram plantados para isso mesmo: mudar o foco das investigações e confundir a opinião pública.

A citação, de forma um tanto quanto amadora, não convenceu nem a vítima.

Agora, enquanto não se oficializa o resultado das investigações que já chegaram a um dos integrantes do grupo de sequestradores, e com um dos três grupos suspeitos descartados, seguirão as especulações nas redes sociais.

Entre os que apontam para o outro grupo político opositor e o próprio grupo ao qual o apresentador do programa Mete Bronca é ligado.

(Sim, por incrível que pareça há uma corrente que acredita, ou melhor, que credita o sequestro na conta doméstica, como farsa para comprometer adversários).

E, acreditem, já tem até Fake News circulando dando nome e sobrenome aos responsáveis pelo sequestro, como fato conclusivo das investigações da PF, ligando o crime a pessoas próximas à Prefeitura…

A outra teoria leva, claro, ao hoje arqui-inimigo do grupo Jucá-Surita, que trava uma briga ferrenha e desigual com o candidato destes pela PMBV.

Apesar de aparecer na frente em recente pesquisa, as ruas teimam em contradizer o resultado do Ibope.

Até porque a recente enquete feita por sua coligação, nas feiras livres da cidade, jogou seu nome para os quintos dos gráficos, colocando-o numa vexaminosa 5ª posição.

Fato é que quem arquitetou o sequestro não esperava esse desfecho, nem a rapidez das investigações, onde os despistes e os métodos empregados denunciaram mais do que enganaram, levando os investigadores por caminho não esperado pelos criminosos.

Então, teorias conspiratórias à parte, é bom que se saiba: nessas eleições, nem todos os caminhos —e muito menos vicinais abandonadas no Bom Intento—levam à Prefeitura.
Podem levar à prisão também.

Júnior Brasil, jornalista. Em colaboração para o Blog do Luiz Valério

Envie sua sugestão de pauta para o Blog

Conversar no WhatsApp

#CrimeHeidondo #PolíticaemRoraima #Eleições2020 #PolíciaFederal #JornalistaSequestrado #RomanodosAnjos

Está gostando do nosso conteúdo? Compartilhe nas suas redes!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on pinterest
Pinterest
LUIZ VALÉRIO
LUIZ VALÉRIO

Jornalista e Podcaster. Este Blog, que edito há 18 anos, é uma singela contribuição para a sociedade. É uma espécie de "jornal pessoal" por onde tento provocar o debate sobre assuntos inadiáveis para Roraima e para o Brasil. Também edito o Podcast Direto ao Ponto, que vai ao ar todas as semanas e você também pode ouvir aqui.

Todos os posts

Posts recentes: