quinta-feira , fevereiro 20 2020
Início / Roraima / Pacaraima vive terceiro dia de manifestações, depois de estupro de adolescente por estrangeiro
protesto-em-pacaraima
Pacaraima vive terceiro dia de protestos contra imigrantes

Pacaraima vive terceiro dia de manifestações, depois de estupro de adolescente por estrangeiro

Os moradores de Pacaraima fazem neste domingo (9 de fevereiro) o terceiro dia consecutivo de manifestações contra a entrada de imigrantes venezuelanos em Roraima. Hoje os manifestantes interditaram a entrada da cidade, exatamente na divisa entre o Brasil e a Venezuela.

Ontem, registramos aqui no Blog a manifestação realizada no final da tarde. Os pacairamenses querem mudanças na Lei de Imigração e se queixam do que consideram ser inércia das autoridades.

“Parlamentares federais, se manifestem! Deem um posicionamento à população quanto à Lei da Imigração”, escreveu num post no Facebook o morador João Kleber, empresário do município.

A indignação dos moradores de Pacaraima aumenta junto com o índice de violência na cidade. O registro recente de agressões contra comerciantes locais e a ocorrência diária de roubos e furtos no comércio aumentam a sensação de insegurança e faz a paciência e tolerância dos habitantes da cidade chegarem ao limite.

O estupro de uma adolescente por um estrangeiro do país vizinho foi o motivo que fez explodir as novas manifestações. A população local diz que não aguenta mais a situação decorrente da entrada indiscriminada de imigrantes na cidade.

Leave your vote

0 Reviews

Write a Review

Comentários

0 Comentários

Sobre Luiz Valério

Sou Luiz Valério. Cearense nascido em Juazeiro do Norte, no Cariri cearense. Tenho formação em Letras, curso Comunicação Social e atuo como professor e jornalista há 24 anos. Sou Pós-graduado em Comunicação Social, Assessoria de Imprensa e Novas Tecnologias. Atualmente faço uma Pós-graduação em Marketing Digital. Mantenho este blog há 16 anos.

Confira também

Segundo Maduro, o presidente Bolsonaro estaria buscando provocar um conflito armado contra o seu país

Maduro chama Bolsonaro de ‘fascista’ e o acusa de querer provocar guerra contra a Venezuela

Em entrevista concedida nesta sexta-feira, (14 de fevereiro) o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, chamou o presidente da República Jair Bolsonaro de fascista e o acusou de estar buscando provocar um conflito armado contra o seu país.

Log In

Forgot password?

Forgot password?

Enter your account data and we will send you a link to reset your password.

Your password reset link appears to be invalid or expired.

Log in

Privacy Policy

Add to Collection

No Collections

Here you'll find all collections you've created before.

Send this to a friend