Para desgosto de haters e trolls, este blog continuará analisando o cenário e as figuras políticas de Roraima

Campanha Prefeitura Julho (1)

Escrever sobre política partidária em Roraima é um trabalho que requer estômago forte, foco e sangue frio, pois geralmente um trabalho feito unicamente com o objetivo de analisar os fatos com seriedade e independência, como o que faço aqui no blog, desagrada a um grande número de pessoas, principalmente os políticos que são alvos das análises e mais ainda os seus asseclas, seguidores e bajuladores.

É bem verdade, que essa não é uma realidade válida apenas para Roraima. No Brasil e no mundo, as redes sociais estão povoadas por haters, trolls e desocupados de toda ordem, cujo objetivo é tentar (em vão) desacreditar e destruir a imagem de profissionais que têm mais da metade da sua vida dedicada a escrever sobre política, cobrindo, analisando e comentando o cenário político local e nacional.

Como tenho sustentado desde sempre, minha função como jornalista aqui no blog é promover o debate, jogar luz sobre a conduta obscura de algumas figuras políticas, educar, buscando mostrar de forma aprofundada os vários ângulos das histórias que muitas vezes são contadas apenas superficialmente, assim como denunciar a combater a corrupção.

campanha julho cathedral

Porém, assessores e seguidores de políticos que são pagos para estar nas redes sociais fazendo uma patrulha ideológica permanente cumprem a covarde missão que lhe é atribuída, semeando acusações e inverdades sobre aqueles que, como este blogueiro, ousam tecer comentários sobre os políticos que os financiam.

A questão é que uma figura política nada mais é do que um sujeito com teto de vidro, que pediu e pagou caro (a nossas custas) para estar em evidência e está, portanto, sujeito ao escrutínio público, principalmente da imprensa. Uma vez eleito com voto popular, um político deve estar pronto para prestar contas da sua conduta, da forma como se comporta e como gasta os recursos públicos que financiam o seu caro mandato.

Digo isto porque o post publicado aqui no blog, ontem, sobre as investidas do deputado federal Nicoletti para se apossar do PSL estadual despertou a fúria de uma meia dúzia de detratores deste jornalista. Até aqui nada de novo no front. Corre nos bastidores do poder que o nobre parlamentar é absolutamente intolerante a qualquer tipo de crítica. I,m sorry! Se é assim mesmo, escolheu o palco errado para atuar.

O fato é que 2020 está chegando e será mais um ano de disputa eleitoral. A partir de agora, começam a aparecer aqui e ali nomes, dos mais óbvios aos mais improváveis, com a intenção de se lançar ou lançar familiares, filhos, esposas e apadrinhados para cargos de vereador e prefeito. Essa será a tônica até que se definam as candidaturas, principalmente ao Palácio 9 de Julho.

Sendo este um blog de política, cabe a este editor, para desgosto dos lambe-botas de plantão, analisar cada nome, cada investida, cada movimento e cada articulação com vistas ao próximo pleito. Tenho feito esse trabalho há mais de 20 anos como jornalista, antes mesmo de existirem redes sociais como Facebook, Instagram e Twitter. Antes mesmo de essas redes estarem povoadas por gente que mal consegue escrever um “o” com um copo, como se diz no popular.

Para mim, continua valendo o velho e bom ditado: os cães ladram e a caravana passa. Apesar do comportamento odioso e asqueroso dos haters e trolls de plantão, nada mudará na linha editorial deste blog. Tem sido assim nos últimos 16 anos. E assim será, enquanto Deus quiser.

Imagem: Pixabay

Leave your vote

Comentários

0 Comentários

Log In

Forgot password?

Forgot password?

Enter your account data and we will send you a link to reset your password.

Your password reset link appears to be invalid or expired.

Log in

Privacy Policy

Add to Collection

No Collections

Here you'll find all collections you've created before.

Send this to a friend