Que fim levou a Operação Anel de Giges? Parou porque? Porque parou?

No final de setembro de 2017, a Polícia Federal fez uma operação e prendeu filho e enteadas do então senador Romero Jucá. Batizada “Anel de Giges”, a operação apurou o desvio de R$ 32 milhões que, supostamente, tiveram como origem o superfaturamento na aquisição da “Fazenda Recreio”, no bairro Cidade Satélite, zona Oeste. A propriedade estava no nome dos filhos de Jucá.

Faz três anos que o caso foi esquecido, “abafado”. Os R$ 32 milhões não foram recuperados e até o momento ninguém foi responsabilizado e preso.

Mesmo fora, já execrado pelas urnas, Romero Jucá continua interferindo em órgãos ministeriais, no Judiciário e, ao que parece, tem poder de influência até numa instituição séria como a Polícia Federal, tão importante no combate à corrupção. Até quando?

Filhos de Jucá torram 3 bilhões em 2 anos

A Operação Anel de Giges investigou a participação de filhos do ex-senador Romero Jucá num esquema de desvio de dinheiro

Obras e terrenos superfaturados, utilização de “laranjas”, farra com dinheiro público… inquérito não anda.

Vai completar três anos que a Polícia Federal não finaliza a operação Anel de Giges. Os alvos são os filhos do ex-senador Romero Jucá.

Quando a operação foi deflagrada, a PF apontou que os envolvidos movimentaram R$ 3 bilhões em 2 anos.

A movimentação bilionária chamou a atenção, após os federais apurarem desvios em projetos financiados pelo programa Minha Casa, Minha Vida, do governo federal.

Seria bom a Federal começar uma investigação e terminar. O povo de Roraima aguarda resposta.

Envie sua sugestão de pauta para o Blog

Conversar no WhatsApp

#PolíticaemRoraima #PolíciaFederal #RomeroJucá #AneldeGiges #CombateàCorrupção #CrimeOrganizado

Está gostando do nosso conteúdo? Compartilhe nas suas redes!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on pinterest
Pinterest
LUIZ VALÉRIO
LUIZ VALÉRIO

Jornalista e Podcaster. Este Blog, que edito há 18 anos, é uma singela contribuição para a sociedade. É uma espécie de "jornal pessoal" por onde tento provocar o debate sobre assuntos inadiáveis para Roraima e para o Brasil. Também edito o Podcast Direto ao Ponto, que vai ao ar todas as semanas e você também pode ouvir aqui.

Todos os posts

Posts recentes: