Senador Mecias inclui participação de representantes indígenas em conselho consultivo de saúde

Mecias de Jesus: “É fundamental que tenhamos ações coordenadas e integradas de acordo com a realidade da população indígena”.

O Senado Federal aprovou nesta quarta-feira, dia 5, o projeto de lei (PL 1.169/2021) que determina a criação de um conselho consultivo de saúde para analisar as medidas de enfrentamento à emergência de saúde pública provocada pela Covid-19.

O senador Mecias de Jesus apresentou uma emenda ao projeto, que foi acatada pelo relator da proposta, que assegura no conselho a participação paritária de membros escolhidos pelas organizações representativas dos indígenas.

“É fundamental que tenhamos ações coordenadas e integradas de acordo com a realidade da população indígena como imunização, controle de doenças, assim como nos serviços de vigilância epidemiológica e sanitária”, destacou o parlamentar.

Além de criar o conselho, o projeto estabelece que as medidas de enfrentamento à pandemia devem se embasar em evidências científicas, em análises sobre informações estratégicas e em diretrizes de órgãos colegiados especializados. De acordo com o projeto, a regulamentação do conselho será feita pelo Poder Executivo e a composição também será de profissionais de saúde, cientistas, pesquisadores, integrantes do Sistema Único de Saúde (SUS) e representantes da sociedade civil, que não serão remunerados.

Está gostando do nosso conteúdo? Compartilhe nas suas redes!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on pinterest
Pinterest
LUIZ VALÉRIO
LUIZ VALÉRIO

Jornalista e Podcaster. Este Blog, que edito há 18 anos, é uma singela contribuição para a sociedade. É uma espécie de "jornal pessoal" por onde tento provocar o debate sobre assuntos inadiáveis para Roraima e para o Brasil. Também edito o Podcast Direto ao Ponto, que vai ao ar todas as semanas e você também pode ouvir aqui.

Todos os posts

Posts recentes: