Teresa apresenta potencialidades de Boa Vista em debate da ONU

boa-vista-130-anos-2

As potencialidades de Boa Vista, o perfil da cidade e as oportunidades para investimentos de empresas empreendedoras e com foco na responsabilidade social, visando aquecer a geração de emprego e renda, foram apresentadas pela prefeita Teresa Surita (MDB), em evento da Organização das Nações Unidas, na Pontífica Universidade Católica de São Paulo (PUC).

Teresa participou nesta quarta-feira, 6, da abertura do Workshop Migração e Inovação promovido pela ONU, através do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). Participaram dos debates uma comitiva de empresários nacionais, representantes do Sistema S, FIER, FIESP, além de Organizações Não Governamentais, representantes da Prefeitura de São Paulo e secretários municipais de Boa Vista, que trabalham diretamente com questões de desenvolvimento humano e local.

A prefeita da Capital roraimense destacou viabilidades na área da tecnologia, o potencial no agronegócio, com a produção de soja, milho, bovinocultura, algodão e fruticultura e falou das cadeias produtivas que podem ser melhor exploradas no turismo de aventura, observação de pássaros, culinária.

A gestora enfatizou também a localização estratégica de Roraima, que faz tríplice fronteira com a Venezuelana, Guiana e Amazonas, facilitando o escoamento de produção e acesso mais rápido a portos rumo ao Caribe e Europa.

“Muito importante sermos convidados para um debate promovido pela ONU, que possa estabelecer parcerias e contribuir no desenvolvimento da nossa cidade e nosso Estado. Viemos a São Paulo para mostrar nosso diferencial e nossas potencialidades econômicas e apresentar caminhos para enfrentar, de forma positiva, esse processo migratório e contribuir para o desenvolvimento de Roraima”, disse Teresa.

Ainda segundo a prefeita, a intenção é colocar em prática parcerias e soluções viáveis, destacando as oportunidades que Boa Vista já proporciona a grandes empresários e indústrias, com mão de obra disponível e qualificada, além de incentivos fiscais.

“Estamos em busca de ações colaborativas para a crise migratória. Penso ser importante revermos a forma de entregar resultados, trabalhando na solução de problemas com responsabilidade, criatividade e inovação”, frisou.

As mesas redondas com debates continuam nesta quinta-feira, 7, na Puc, com discussões acadêmicas e de pesquisas, visando a elaboração de um relatório geral sobre entraves e potencialidades, a ser encaminhado à Casa Civil e outras esferas de governo, numa tentativa de promover de fato soluções e a inclusão de toda a população afetada com a imigração, sejam venezuelanos ou brasileiros, em políticas públicas que garantam oportunidades e a dignidade das famílias.

Leave your vote

Comentários

0 Comentários

Log In

Forgot password?

Forgot password?

Enter your account data and we will send you a link to reset your password.

Your password reset link appears to be invalid or expired.

Log in

Privacy Policy

Add to Collection

No Collections

Here you'll find all collections you've created before.

Send this to a friend