Teresa experimenta ‘veneno’ que seu grupo político sempre usou contra adversários

boa-vista-130-anos

A um ano da campanha com vistas às eleições municipais de 2020, a disputa pela prefeitura de Boa Vista começa a ganhar contornos polêmicos entre grupos políticos adversários. Com a intenção de apresentar sua esposa Gerlane Bacarin como pré-candidata ao Palácio 9 de Julho, o deputado federal Hiran Gonçalves (PP) tem trabalhado para contingenciar recursos antes destinados à Prefeitura de Boa Vista. Assim, asfixia a gestão de Teresa financeiramente.

Como coordenador da bancada federal, o parlamentar deu um jeito de zerar a emenda impositiva no valor de R$ 30 milhões que tinha como endereço certo a nossa capital. Foi um cruzado de direita da gestão da prefeita emedebista.

De sua parte Teresa, acusou o golpe. Disse publicamente que o contingenciamento de recursos tem finalidade política para desestabilizar sua administração. Na verdade, a antecipação da disputa eleitoral tem gerado troca de acusações públicas entre os dois políticos.

Nesta quinta-feira (6 de maio), em entrevista coletiva, Teresa fez uma avaliação política da situação e disse claramente acreditar que a decisão de zerar a emenda impositiva de R$ 30 milhões está relacionada à proximidade da eleição de 2020. “Acho que existe uma necessidade daquele comportamento político de atrapalhar a gestão”, afirmou.

A resposta de Hiran Gonçalves veio a galope. Também na tarde de ontem, o parlamentar convidou a imprensa para uma entrevista coletiva com o objetivo de rebater as acusações feitas por Teresa.

Hiran Gonçalves disse que em 2018 a bancada federal de Roraima no valor de R$ 62 milhões para Boa Vista, mas os recursos não foram executados

Segundo Gonçalves, a prefeitura da capital recebeu, em 2018, emenda da bancada federal de Roraima no valor de R$ 62 milhões e não executou os recursos. Hiran disse ainda não ser verdade que a bancada destinou recursos para a saúde de São Paulo, outra acusação feita pela prefeita da capital.

“Na realidade essa emenda irá permitir que o maior e melhor hospital do país em cuidado com pacientes com câncer, construa em Roraima uma Unidade de Prevenção de Câncer do Hospital de Amor de Barretos”, justificou.

O coordenador da bancada disse que os parlamentares federais de Roraima preferiram “priorizar recursos para saúde, educação e segurança pública que são áreas sensíveis e que mais afligem a população em detrimento de investir canteiro de flores para ruas e avenidas”.

O fato é que diante da proximidade do pleito municipal do próximo ano, Teresa pode sim estar sendo vítima de um jogo político pesado, pois Hiran Gonçalves tem colocado pesquisadores nas ruas de Boa Vista para consultar a população, mediante sondagem domiciliar, sobre a viabilidade do nome da sua esposa como pré-candidata a prefeita.

Numa espécie de ironia do destino, Teresa está sentido na pele o uso do mesmo tipo de estratégia asfixiante que o ex-senador Romero Jucá (MDB), seu principal parceiro político desde sempre, usou contra o então prefeito Iradilson Sampaio (2006-2012) fechando as torneiras dos recursos em Brasília, inviabilizando completamente a administração do ex-aliado.

O fato é que o tempo passa e as práticas políticas mesquinhas e as estratégias de desconstrução do adversário continuam as mesmas, mudando apenas os atores em cena. Enfim, Teresa está experimentando um pouco do veneno que seu grupo político sempre usou fartamente contra os adversários e opositores. Esperemos pelos rounds seguintes dessa luta.

Leave your vote

Comentários

0 Comentários

Log In

Forgot password?

Forgot password?

Enter your account data and we will send you a link to reset your password.

Your password reset link appears to be invalid or expired.

Log in

Privacy Policy

Add to Collection

No Collections

Here you'll find all collections you've created before.

Send this to a friend