Vereadores aprovam orçamento de Boa Vista mantendo ‘emendas da discórdia’

Depois de muito embate e divergências com o Executivo da capital, os vereadores de Boa Vista se decidiram pela aprovação, nesta segunda-feira (18 de janeiro), da Lei Orçamentária Anual de 2021. Eles aprovaram o Orçamento mantendo aquelas que pode ser chamadas de ‘as emendas da discórdia’.

Ao final da sessão de votação, a mesa diretora do parlamento disse que “a população e a imprensa que esteve presente e acompanhando a sessão pelas redes sociais entendeu que 12 vereadores lutaram pela autonomia da Câmara Municipal de Boa Vista”.

“Fizeram críticas e distorções com fake News nas redes sociais envolvendo o meu nome e dos outros 11 parlamentares. Ataques sistemáticos para tentar gerar um clima separatista dentro do Poder Legislativo Municipal. Não funcionou, porque hoje vivenciamos a essência da democracia em um marco histórico para Boa Vista”, disse o vereador Dr. Ilderson, relator da matéria.

Segundo o relator, a meneda apresentada para que a Prefeitura abra créditos suplementares até o limite de 3% (mais de R$ 40 milhões) da despesa orçamentária de 2021, somente em caso de utilização do excesso de arrecadação, da reserva de contingência prevista na Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2021, do superávit financeiro do município e da anulação parcial ou total das dotações orçamentárias.

“Através de emenda dei mais autonomia para a Câmara Municipal de Boa Vista avaliar a revisão da LOA por meio de projeto de lei e não por meio de decreto como era feito pela Prefeitura, tirando o direito de os vereadores legislarem e fiscalizarem os recursos públicos”, afirmou.

Ainda durante discurso na tribuna, o vereador Dr. Ilderson disse que eventos esportivos e culturais jamais deixarão de ser executados, caso a situação da pandemia em todo estado de Roraima, principalmente na capital Boa Vista esteja controlada. Ele destacou que os vereadores estão prezando pelo bom funcionamento do Poder Legislativo e da saúde pública.

Emendas ‘da discórdia’ são aprovadas

O vereador Ilderson Pereira apresentou emendas ao projeto da LOA, que remanejam mais de R$ 46 milhões de recursos para a saúde pública de Boa Vista, tendo em vista o momento de pandemia que vivemos.

As emendas preveem que a Prefeitura construa novas Unidades Básicas de Saúde, aquisição de insumos para o enfrentamento da COVID-19, aquisição de equipamentos, aquisição de medicamentos em geral e medicamentos para tratamento de coronavírus e aquisição de vacinas da COVID-19.

Também houve polêmica com relação ao remanejamento para manutenção e modernização da Câmara Municipal de Boa Vista, bem como a administração de recursos humanos do Poder Legislativo Municipal.

Há previsão legal para a destinação de 5% do orçamento para o Poder Legislativo Municipal, o que foi negado por muitos anos pela Prefeitura de Boa Vista em consonância com a antiga presidência.

Está gostando do nosso conteúdo? Compartilhe nas suas redes!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on pinterest
Pinterest
LUIZ VALÉRIO
LUIZ VALÉRIO

Jornalista e Podcaster. Este Blog, que edito há 18 anos, é uma singela contribuição para a sociedade. É uma espécie de "jornal pessoal" por onde tento provocar o debate sobre assuntos inadiáveis para Roraima e para o Brasil. Também edito o Podcast Direto ao Ponto, que vai ao ar todas as semanas e você também pode ouvir aqui.

Todos os posts

Posts recentes: