VOLTA ÀS SESSÕES – Vereadores priorizam projetos sobre questões fundiárias e ordenamento urban

Os vereadores de Boa Vista retornaram aos trabalhos presenciais, nesta terça-feira (1º de dezembro), os após meses de sessões ordinárias e extraordinárias realizadas por meio virtual, em decorrência da pandemia do Novo Coronavírus.

Nessa primeira sessão depois de meses, os parlamentares aprovaram Projeto de Lei do Executivo Municipal Nº023/2020 que altera o segundo parágrafo do segundo artigo da Lei Municipal 1.501 de 12 de junho de 2013.

A alteração estabelece prorrogação por igual período do prazo de dois anos para o uso de lote de terras urbano desafetado e doado do município de Boa Vista para o Tribunal Regional Eleitoral – TRE/RR construir uma nova sede.

A Lei Municipal 1.501, de 12 de junho de 2013, desafeta e autoriza a doação à União, para uso do Tribunal Regional de Roraima (TRE/RR), do lote de terras urbano Nº 356.

Os vereadores também aprovaram o projeto 025/2020 que disciplina a regularização fundiária no âmbito do município do Boa Vista.

A matérias autoriza a Prefeitura a implementar o Programa de Regularização Fundiária de Interesse Específico do Município de Boa Vista (Reurb-E), aplicando no que couber as regras e procedimentos de regularização fundiária delineados na Lei Federal Nº 13.465 de 11 de julho de 2017.

Também foi aprovado o Projeto de Lei 027/2020 que altera o artigo sexto da lei Nº 925 de 28 de novembro de 2006, que dispõe sobre o parcelamento de solo urbano do Município de Boa Vista. A alteração desburocratiza o desdobramento de áreas sem que elas sejam com fins de loteamento urbano.

Ainda foi aprovado pelos parlamentares o PL 028/2020 que altera os artigos 154 e 155 da Lei Municipal Nº 23 de 10 de outubro de 1974.

As alterações indicam exceções às condições mínimas dos compartimentos de permanência prolongada e dos compartimentos de permanência eventual das edificações para os casos de projetos de programas habitacionais para o público de baixa renda.

O último Projeto de Lei do Executivo Municipal aprovado nesta terça-feira foi o 002/2020, que altera o terceiro parágrafo do artigo 136 e revoga o inciso X do artigo 448 da Lei Nº 18 de 21 de agosto de 1974. Esta lei criou o Código de Postura do Município.

A alteração no artigo 146 sugere que os terrenos situados em áreas urbanas do município que não forem limpos, capinados e isentos de quaisquer matérias nocivas à saúde da vizinhança e coletividade, o proprietário deve receber um auto de infração, multa e terá prazo de 10 dias para realizar defesa e limpeza do terreno. Antes, o prazo era de 15 dias.

Envie sua sugestão de pauta para o Blog

Conversar no WhatsApp

#BoaVista #PoderLegislativo #CâmaradeBoaVista #QuestãoFundiária #LeisMunicipais #VereadoresdeBoaVista

Está gostando do nosso conteúdo? Compartilhe nas suas redes!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on pinterest
Pinterest
LUIZ VALÉRIO
LUIZ VALÉRIO

Jornalista e Podcaster. Este Blog, que edito há 18 anos, é uma singela contribuição para a sociedade. É uma espécie de "jornal pessoal" por onde tento provocar o debate sobre assuntos inadiáveis para Roraima e para o Brasil. Também edito o Podcast Direto ao Ponto, que vai ao ar todas as semanas e você também pode ouvir aqui.

Todos os posts

Posts recentes: